O que eu realmente penso

Postado por rui vladman fonte em terça, fevereiro 21, 2012 Em: Refletindo


A nossa saúde é o bem mais importante, sem ela nada faz sentido, o que agora é pode não ser mais tarde ou seja nunca sabemos quando o corpo nos prega partidas, as doenças não são desejadas por ninguém mas “elas” não querem saber disso e por vezes aparecem e tendem em não desaparecer, como podem ler o meu caso no site foi uma coisa que nem tive tempo de me preparar, simplesmente não estava a espera e nunca mais fui o mesmo.

Como ninguém gosta de falar das suas fraquezas e os distúrbios mentais podem significar isso e na minha opinião são mal vistos na sociedade mas porque? Será por ligarem logo a palavra mental a um demente ou maluco? Se o é não o deveria ser, certamente já ouviram a expressão “ó ele/a esta a fingir” ou “tens que te controlar” ou mesmo “se fosse comigo controlava tudo” pois…lamento mas estão errados.

Quando me apareceu a Ansiedade eu fazia parte dos “se fosse comigo controlava tudo” o problema é que passados uns dias já não controlava nada, tudo me pareceu difícil desde ajuda, compreensão e informação.

Ajuda, compreensão e informação os três pontos-chave.

É simples, estamos doentes precisamos de ajuda e vamos ao medico, explicamos o nosso caso e a ajuda que recebemos são drogas que por vezes nos fazem ainda sentir pior, recordo-me da primeira medicação que recebi no dia seguinte adormeci em cima da minha secretaria, eu compreendo isso mas eu sempre me questionei a mim próprio como é possível um humano mesmo com estudos e experiência medica estar 15 minutos comigo só sabendo o meu nome, morada e dizendo eu que tenho sintomas de mau estar, tonturas e visão turva e dizer-me que sofro de stress e toma lá uns comprimidos, que por norma vão tornar a vida ainda pior! Posso vos dizer com toda a certeza que em 90% dos casos é a ajuda que vão receber.

PS - No meu caso só passados 2 anos é que soube o que era Ansiedade.

Agora digo eu, não podia sofrer de diabetes? Os sintomas até são muito semelhantes mas compreendo que seja mais simples “toma estes Xanax vai te por a dormir depois logo se vê” recordo-me de duas consultas que tive em especial, uma delas fui confrontado que estava assim porque bebia muito! Bolas, apesar de ser impossível porque simplesmente não bebia mas o medico ficou ate ao fim convencido disso e até me passou medicação para o álcool, como é óbvio nem a aceitei levantei-me e saí, outra foi com uma psiquiatra que 5 minutos depois de me estar a atender puxa de um cigarro e mete-se a fumar em plena consulta, eu até pensei que era para os apanhados mas não ela é que era mesmo apanhada levantei-me e saí.

Resumindo, ao longo de 10 anos a procurar ajuda foi muito escassa no seio medico ou tive azar ou as coisas são mesmo assim.

No campo da compreensão julgo que a família é a mais-valia mas têm que estar preparados, no meu caso acho que se não fossem os meus pais não tinha conseguido, infelizmente há quem não tenha esse tipo de compreensão e veja estas doenças como se não existissem e assim é difícil, amigos também são importantes mas se acontecer como a mim descobre-se que a palavra “amigo” não é aplicado a todos mas não se preocupem é como se costuma dizer mais vale poucos mas bons e acreditem que há, recordo-me de um episódio em especial que quando um dia eu estava com os níveis de ansiedade fora de controlo e um colega/amigo meu do trabalho à noite me tocou à porta para ver como eu estava e ainda hoje me pergunta como me tenho sentido, não lhe digo mas isso ficou na minha cabeça até hoje, eu sempre escondi e ainda hoje são poucos os que sabem do que sofro e é me mais fácil escrever do que falar do assunto porque sei que a compreensão não abunda.

Já na informação temos a internet, com a pesquisa certa podemos realmente ficar esclarecidos num determinado tema, ao longo de 10 anos tenho seguido muito a evolução acerca de distúrbios mentais notei 2 situações curiosas, que são:

1 - Actualmente se fizermos uma procura no Google assim “cura ansiedade” verão que vão ter cerca de 4.060.000 resultados! Impressionante! Para além de 95% da procura ser negócio e verdade é que a cura estará ainda um pouco longe, onde quero chegar com isto mantenham-se longe deste tipo de propaganda porque só vão deitar dinheiro fora.

2 - Antes de lançar este site estive registado em muitos fóruns e o que eu notava era que as pessoas não gostavam muito de falar ou partilhar as histórias, bem não tenham receio ou vergonha, partilhem o que puderem e onde puderem porque alguém que precisar vai ler e estarão a ajudar.

Resumo:
Procure ajuda médica mas informa-te muito bem com ele/a, faz as tuas perguntas e em caso de dúvida pergunta novamente, afinal estas no teu direito. Quem não entende o teu problema não leves a mal tu verás por ti quem realmente gosta de ti. Informa-te, partilha, ajuda quem precisa e mantêm-te afastado/a das curas milagrosas que andam por ai e não se preocupem quando eu a descobrir vocês serão os primeiros a saber, um abraço e lembrem-se, vivam um dia de cada vez.

Em: Refletindo 



    
   
 
  
   
  
   
   
  
   
      
  
   
   
  
   
    

Sobre Mim


Rui F. Sei que ter ansiedade atrasa todo o processo da vida e pelo que dedico muitas horas para levar até si tudo o que possa ajudar a compreender esta doença. Foi uma forma que encontrei para tornar útil a minha ansiedade.
  

Outros Projetos Pessoais

Fique a Saber

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2017

vladman.net