Quando se perde a paciência de tudo

Postado por Rui Fonte em quarta, novembro 5, 2014 Em: Guest Post


Já não tenho paciência para algumas coisas, simplesmente cheguei a um ponto da minha vida em que não me apetece perder mais tempo com aquilo que me desgasta, desagrada ou fere. Já não tenho pachorra para cinismo, críticas em excesso e exigências de qualquer natureza. 

Perdi a vontade de agradar a quem não agrado, de amar quem não me ama, de sorrir para quem quer retirar-me o sorriso. Decidi não conviver mais com pretensiosismo, hipocrisia, desonestidade e elogios baratos. Já não consigo tolerar mais a falta de amor-próprio. 

Não suporto conflitos e comparações. Acredito num mundo de opostos e por isso evito pessoas de mau carácter. Na amizade e no amor, desagrada-me a falta de lealdade e a traição. Não lido nada bem com quem não sabe elogiar ou incentivar. 

Tenho dificuldade em aceitar quem não respeita ou se dá ao respeito, e acima de tudo já não tenho paciência nenhuma para quem não merece a minha paciência. A vida é fugaz, não tenho e não quero perder mais tempo com coisas inúteis, que não me trazem felicidade.

Contributo Dora Fonte
Texto Meryl Streep


Em: Guest Post 



    
   
   
 
  
   
  
   
   
  
   
      
  
   
   
  
   
    

Sobre Mim


Rui F. Sei que ter ansiedade atrasa todo o processo da vida e pelo que dedico muitas horas para levar até si tudo o que possa ajudar a compreender esta doença. Foi uma forma que encontrei para tornar útil a minha ansiedade.
  

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2017

vladman.net