Quem não vê não sente a dor

Postado por Rui Fonte em quinta, março 26, 2015 Em: Guest Post

A sua dor no peito ninguém a vai ver. Ela é invisível aos olhos não treinados. A maioria das pessoas tem dificuldade em ajudar porque não percebem a gravidade do que está acontecendo. Muitos não se lembram das próprias dores e, assim, não conseguem entender a sua. 

Endureceram o coração para sobreviver. E é isso que esperam de você: que faça o mesmo. Que seja forte!
Por isso não espere a sensibilidade de fora. Você que convive com essa dor sabe bem o quanto ela te atrapalha, sabe o quanto precisa de ajuda. Então procure. As pessoas a sua volta podem não notar, e isso é triste. Mas você sentir na pele a dor e não fazer nada é loucura. Não espere que outras pessoas façam por você aquilo que você mesmo não está fazendo. Elas não estão sentindo a dor, você está.

Procure ajuda, se possível profissional. Olhos treinados são capazes de enxergar o que é invisível para os outros, mas está ali, sendo expresso no grito, no silêncio, no choro que não cessa, na ausência das lágrimas, na desconfiança de todos, nas cobranças intermináveis, no isolamento, nos excessos ou na falta.

Você não exige que um cego enxergue, mas muitas vezes fica esperando que as pessoa a sua volta enxerguem o que está acontecendo com você quando elas não são capazes. Pare! É seu sofrimento que está em jogo. Cuide-se!

Contributo de Tamires Damasio

Em: Guest Post 



    
   
 
  
   
  
   
   
  
   
      
  
   
   
  
   
    

Sobre Mim


Rui F. Sei que ter ansiedade atrasa todo o processo da vida e pelo que dedico muitas horas para levar até si tudo o que possa ajudar a compreender esta doença. Foi uma forma que encontrei para tornar útil a minha ansiedade.
  

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2017

vladman.net