Cada pessoa sofre de um universo diferente

Postado por Rui Fonte em quarta, fevereiro 22, 2017 Em: Pensar Positivo

É impossível mensurar os sentimentos de outra pessoa. Podemos achar que entendemos alguém, mas nunca sabemos de facto como ela se sente. Tristeza, ansiedade, medo, desanimo são sensações geradas pela química hormonal do corpo e cada pessoa tem uma composição diferente, sente de forma diferente e vê o mundo de maneira diferente.

Sendo assim

Não temos a capacidade de julgar sentimentos alheios. Tipo isso é frescura, é preguiça, a sua vida e fácil, você não devia de estar assim, isso são julgamentos feitos a partir dos nosso parâmetros pessoais. Tentar forcar o outro a enxergar a realidade da mesma forma que nos, fará com que ele se sinta incapaz, mais incompreendido e sozinho. Uma pessoa só algo quando estiver preparada para isso.

Coisas que um ansioso deve evitar

24 coisas que só os ansiosos sabem

Tente aceitar o outro da maneira que ele é, sem tentar modifica-lo para que corresponda as suas expectativas. Você pode não entender como o outro se sente, mas isso não impede que vedo esteja la quando ele precisar. Se você não souber o que fazer, as vezes um abraço vale do que mil palavras.

Em: Pensar Positivo 



   
Sintomas
      
Medicação
  
   
    
Sertralina - Fluoxetina - Paroxetina
   
Teste De Ansiedade
  
Alimentação
   
Transtornos Mentais
  
 
   
Dicas - Ansiedade e Pânico
  
Dor no peito - Ansiedade\Pânico   
   
Tratamentos
  
Graus da Depressão
   
Desconforto Abdominal
  
Luta ou Fuga
  
Histórias
   

Sobre Mim


Rui F. Sei que a vida é mais fácil sem que a ansiedade domine a cada minuto. Pelo que dedico muitas horas para levar até ti tudo o que te possa ajudar a compreender esta doença.

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2018

vladman.net