Joseph Schildkraut e a química do cérebro

Postado por Rui Fonte em sexta, outubro 4, 2013 Em: Divulgar

Joseph Schildkraut nasceu em Brooklyn, E.U.A, foi graduado pela Universidade de Harvard em 1955. Na década de 60 era um pesquisador do Instituto Nacional de Saúde Mental, ele estava entre os médicos que teorizaram um fenómeno que de certa forma contribuiu para nascimento da era dos antidepressivos.

A teoria

Joseph lançou uma "bomba" na comunidade psiquiátrica, ele propôs que os distúrbios mentais poderiam ser causados por anomalias químicas no cérebro. Isso abriu novas portas não só na pesquisa psiquiátrica, manuais foram alterados, a industria farmacêutica começou novas pesquisas e novos fármacos foram inseridos no mercado. Nos dias de hoje é um pouco contestada, é impossível saber qual o balanço químico correto ou entre o estar sobre um efeito de um fármaco ou um estado normal, de qualquer forma, a teoria pegou. 

Como lá chegou 

Ele começou a perceber que os seus pacientes não respondiam à terapia de conversa, após serem introduzidos fármacos (não antidepressivos) de repente ganhavam vida, o entusiasmo foi total.
Esse entusiasmo foi de tal forma que o publicou em 1965, resultado uma mudança significativa no campo da psiquiatria. Ele ajudou a estabelecer a base biológica\química para transtornos de humor, como a depressão e mostrou que o uso de medicação poderia fornecer uma forma de alivio.

Poderá gostar - Papel do cortisol
Poderá gostar - O que é a serotonina

Seu trabalho e pesquisa

Em 1965 o seu artigo ("The Catecholamine Hypothesis of Affective Disorders") tornou-se o artigo mais citado da publicação e um dos mais citados sempre em psiquiatria. Também se dedicou a fazer cuidados de saúde mental de alto nível para pessoas com recursos financeiros limitados.
Ele forneceu uma ponte ligando psiquiatria neuro-química e clínica para os transtornos depressivos, desempenhou um papel importante para a pesquisa biológica na depressão ao longo do próximo quarto de século. O seu trabalho foi muito importante, particularmente no que diz respeito aos antidepressivos e distúrbios depressivos.


Drº Joseph morreu a 26 de Junho, tinha 72 anos e sofria de cancro no esófago, o seu legado ainda hoje serve para explicar muita coisa, mas... será a sua teoria um facto ou uma realidade? Pode ser que num futuro se saiba.

Em: Divulgar 


Tags: química  cérebro   
    
   
 
  
   
  
   
   
  
   
      
  
   
   
  
   
    

Sobre Mim


Rui F. Sei que ter ansiedade atrasa todo o processo da vida e pelo que dedico muitas horas para levar até si tudo o que possa ajudar a compreender esta doença. Foi uma forma que encontrei para tornar útil a minha ansiedade.
  

Outros Projetos Pessoais

Fique a Saber

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2017

vladman.net