Escola de Psicologia abordagem à ansiedade - Considerações Finais - Parte 5

Postado por Rui Fonte em quarta, novembro 14, 2018 Em: Guest Post

Dado todos os fatos mencionados sobre a perturbação de ansiedade generalizada, percebemos que esta pode ocorrer sem aviso e em todos os aspetos da vida diária de um individuo. Normalmente, quando há diagnóstico para este tipo de perturbação, a pessoa sofre, ou já sofreu, de outra perturbação ansiosa ou depressiva.

Também, o psiquiatra ou psicólogo, deverá ter em atenção de que esta não se deve a uma condição médica, ao consumo de drogas ou medicamento, a uma perturbação social, perturbação obsessivo-compulsiva, perturbações depressivas e perturbação de stresse pós-traumático. Existem vários tratamentos para este tipo de ansiedade, que consistem em métodos medicamentosos ou não-medicamentosos, que ajudam a aliviar os sintomas de maneira a que a pessoa tenha uma boa qualidade de vida. 

A ansiedade generalizada é mais incidente na população feminina (estas têm duas vezes mais probabilidade do que a população masculina), assim como nos descendentes europeus. A idade média de início é aos 30 anos de idade, raramente se manifesta antes da adolescência, e os sintomas são constantes ao longo da vida. Os primeiros sintomas a manifestar-se são as preocupações e medo excessivos, embora estes se manifestem de
maneira diferente em crianças (desempenho escolar e desportivo) e adultos (desempenho no trabalho, tarefas de rotina diária ou saúde dos familiares).

Ainda não existindo cura para tal, é importante que se investigue, cada vez mais, possíveis tratamentos para aliviar os sintomas desta perturbação. As novas tecnologias surgem como uma hipótese, pois há estudos que demonstram a boa adesão dos doentes às mesmas– faz com que aceitem melhor o tratamento e fiquem mais motivados.

Através de softwares de ambientes virtuais, e com a ajuda de óculos e outras técnicas que possibilitam, ao doente, uma experiência imersiva, é possível que estes consigam lidar melhor com situações que lhes parecem ameaçadoras.

PARTE 1

PARTE 2

PARTE 3

PARTE 4


Unidade Curricular de Psicopatologia

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias - ULHT

Escola de Psicologia e Ciências da Vida – EPCV

Andreia Matos, Bárbara Alexandre & Mariana Fonte

Em: Guest Post 



   
Sintomas
      
Medicação
  
   
    
Sertralina - Fluoxetina - Paroxetina
   
Teste De Ansiedade
  
Alimentação
   
Transtornos Mentais
  
 
   
Dicas - Ansiedade e Pânico
  
Dor no peito - Ansiedade\Pânico   
   
Tratamentos
  
Graus da Depressão
   
Desconforto Abdominal
  
Luta ou Fuga
  
Histórias
   

Sobre Mim


Rui F. Sei que a vida é mais fácil sem que a ansiedade domine a cada minuto. Pelo que dedico muitas horas para levar até ti tudo o que te possa ajudar a compreender esta doença.

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2018

vladman.net