História do tratamento de transtornos mentais

Postado por Rui Fonte em domingo, outubro 13, 2013 Em: Curiosidades

Se pensavam que isto das doenças mentais é coisa do recente, desenganem-se. As doenças mentais são mais antigas do que se pensa. Hipócrates já tinha identificado uma condição que dava pelo nome de melancolia, isto no ano 500 A.C. Actualmente, a resposta da medicina para estes transtornos é a medicação, com a finalidade de controlar as diversas condições psicológicas, claro que no antigamente não havia os recursos e o conhecimento atual, então e na altura o que faziam para libertar uma pessoa do sofrimento? Conheça os diferentes meios usados ao longo dos tempos.

Leia - O que é a melancolia

Ano 1547 - Os primeiros tratamentos conhecidos era feitos através do sangramento do paciente, ou seja, o medico através de facas e simplesmente deixavam o sangue escorrer, convencidos que o desequilibro sai-se com ele. Normalmente, o resultado acabava na morte. Também era comum colocarem o paciente em agua gelada e deixa-lo lá até ficar inconsciente.


Ano 1793 - Aqui foi sugerido que o comportamento humano poderia ser alterado através do que chamaram de " Tratamento moral". A ideia era internar e suportar à força o paciente com ideias de gentileza e suporte moral. Este tratamento teve um impacto positivo mas foi largado mais tarde por falta de orçamento.


Ano 1907 - A medicina avançou mas as técnicas sinistras se mantiveram, por esta altura se pensava que o mal era orgânico, então, o mal estava no interior. Henry Cotton, acreditava que as infecções eram a razão da insanidade, então o psiquiatra propôs a teoria que removendo dentes, testículosováriosestômago ou o cólon o paciente iria apresentar melhorias.

 

Ano 1935 - Já mais recente largaram a ideia orgânica e tentaram alterar as funções do cérebro, era do tipo " vamos cortar aqui e ver o que acontece", tudo isso falhou. Foi também neste ano que surgiu a famosa lobotomia, foi desenvolvida pelo Português Egas Moniz, a técnica era baseada na retirada do lobo, que podia ser total ou parcial.


Ano 1948 - Nesta altura se tentou curar os pacientes através da electricidade. Esta técnica era baseada em dar choques de alta tensão na cabeça até ficar mais uma vez... inconsciente. Com isso esperava-se transformar um louco num imbecil.


Ano 1950 - Actualmente, a medicina moderna afirma que os problemas psiquiátricos têm um factor químico e só podem ser corrigidos através de medicação. Começou em 1950 com o Thorazine e hoje estão disponíveis em varias cores e feitios. Portanto, vivemos a era do comprimido.



Neste cardápio de tratamentos ainda existiram outras formas de "acalmar a mente", como o álcool e drogas.

Também poderá gostar - Tratamentos modernos disponíveis

Resumindo, como podemos ver até a actualidade os tratamentos psiquiátricos eram simplesmente desumanos e com poucos resultados favoráveis aos seus paciente, que normalmente acabavam na morte. Felizmente a medicina avançou e os tratamentos antigos deixaram de fazer parte dos tratamentos convencionais.
Uma coisa podemos aprender com esta linha do tempo, todos os tratamentos mais antigos foram um fiasco, agora...será que acertaram desta vez

Em: Curiosidades 


Tags: tratamentos   
   
Sintomas
      
Medicação
  
   
    
Sertralina - Fluoxetina - Paroxetina
   
Teste De Ansiedade
  
Alimentação
   
Transtornos Mentais
  
 
   
Dicas - Ansiedade e Pânico
  
Dor no peito - Ansiedade\Pânico   
   
Tratamentos
  
Graus da Depressão
   
Desconforto Abdominal
  
Luta ou Fuga
  
Histórias
   

Sobre Mim


Rui F. Sei que a vida é mais fácil sem que a ansiedade domine a cada minuto. Pelo que dedico muitas horas para levar até ti tudo o que te possa ajudar a compreender esta doença.

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2018

vladman.net