Técnica para baixar os batimentos cardíacos

Postado por Rui Fonte em quinta, novembro 30, 2017 Em: Manuais e Dicas

Para quem sofre de ataques de pânico sabe bem que os batimentos cardíacos disparam, chegando a atingir os 150 bpm. Existem algumas maneiras de reduzir esses mesmos batimentos. Uma das maneiras é o reflexo de mergulho, também conhecido por reflexo de mergulho de mamífero. O resfriamento rápido do corpo desencadeia os vasos sanguíneos da superfície a se contraírem, o que evita o fornecimento de oxigénio aos nossos órgãos internos e ao cérebro. O resfriamento também diminui a frequência cardíaca e o metabolismo, o que diminui a necessidade de oxigénio do nosso organismo.

Como verificar os batimentos cardíacos

Pânico e batimentos

Como fazer

Sim é um pouco estranho, eu sei, mas se você tiver água fria (de preferência água gelada), encha um recipiente e mergulhe o seu rosto nela durante alguns segundos. Isso estimula os seus nervos a diminuir os batimentos do seu coração causando o que é conhecido como o reflexo de mergulho. É o mesmo reflexo que ajuda algumas pessoas a sobreviver durante muito tempo sob água fria ao diminuir o metabolismo do corpo. 



Tente, vai ver que resulta.

Em: Manuais e Dicas 



   
Sintomas
      
Medicação
  
   
    
Sertralina - Fluoxetina - Paroxetina
   
Teste De Ansiedade
  
Alimentação
   
Transtornos Mentais
  
 
   
Dicas - Ansiedade e Pânico
  
Dor no peito - Ansiedade\Pânico   
   
Tratamentos
  
Graus da Depressão
   
Desconforto Abdominal
  
Luta ou Fuga
  
Histórias
   

Sobre Mim


Rui F. Sei que a vida é mais fácil sem que a ansiedade domine a cada minuto. Pelo que dedico muitas horas para levar até ti tudo o que te possa ajudar a compreender esta doença.

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2018

vladman.net