Tolerância e resiliência começam na mente

Postado por Rui Fonte em segunda, julho 21, 2014 Em: Divulgar

Desde que nascemos, começamos logo a guardar uma grande a gama de informações, conhecimento e experiências adquiridas.
Tudo entra na nossa mente, sem se quer questionarmos, pois que esta filtragem se dará depois, através dos conceitos e valores que consideramos como sendo bons para nós. O grande problema é que os valores deveriam ser utilizados como referência, mas isso não acontece o que leva as pessoas à criarem os seus próprios conceitos.

Exemplo

Vamos ver, quando vamos fazer um batido vitamínico, fazemos várias seleções. Primeiro escolhemos as frutas que farão parte da vitamina, se essas frutas estão verdes ou maduras demais e para que? Para o sabor ficar o mais agradável possível para beber.
E assim como fazemos essa escolha para por no liquidificador, com relação à nossa mente é exatamente igual, ou seja, se eu conseguir selecionar as coisas que verdadeiramente me podem fazer bem, consequentemente minhas respostas e reações, tenderão à ser mais saudáveis, úteis e produtivas. 

Como assim!

Uma das formas de sermos eficientemente seletos quanto ao conhecimento que adquirimos, é "calibrando" nossas concepções em torno de nossa vivência e em relação ao tipo de ambiente em que vivemos e compartilhamos.
Sabemos que à cada dia, os desafios para viver numa sociedade confusa e conturbada, são cada vez maiores e não podemos dar-nos por vencidos hoje, sabendo que teremos de matar outro leão amanhã e talvez até maior ou mais feroz que o de hoje.
Isso nos leva, automaticamente, à nossa adaptação aos desafios que não páram de surgir. Alguns escudos são necessários para esta batalha diária, tipo a nossa perseverança no propósito estabelecido ou não criarmos expectativas vazias antes da hora.
A nossa mente, como um grande e possante aspirador de pó, está botando tudo pra dentro e para não deixar nossa cabeça como um quarto desarrumado, precisamos adquirir (para fazer dos escudos) duas qualidades básicas e essenciais e trabalhar muito para mantê-las, que é a tolerância e a resiliência.

Leia também - Ingredientes da resiliência
Leia também - Como aumentar a resiliência

Trabalhando essas características, vai diminuir a nossa ansiedade e tudo que dela decorre, como tristeza, arritmias, taquicardias, depressão, irritabilidade e impulsividade (entre outros).
Muitas coisas podemos escolher para viver bem, o que tornará o resultado menos amargo.

Em: Divulgar 


Tags: resiliência   
    
   
 
  
   
  
   
   
  
   
      
  
   
   
  
   
    

Sobre Mim


Rui F. Sei que ter ansiedade atrasa todo o processo da vida e pelo que dedico muitas horas para levar até si tudo o que possa ajudar a compreender esta doença. Foi uma forma que encontrei para tornar útil a minha ansiedade.
  

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2017

vladman.net