Você tem um sentimento de culpa e auto punição?

Postado por Rui Fonte em segunda, dezembro 22, 2014 Em: Questões

Você é uma pessoa que vive se culpando por tudo? Vive se autopunindo? O ato de punir tem a função de corrigir algo considerado errado, ilegal ou a quebra de regras estabelecidas, fazendo parte de todas as relações. A necessidade da punição se baseia na capacitação de pessoas a conviver de maneira justa, a fim de que não sejam beneficiados mais uns do que outros. Permite-nos entender qual o limite do outro e das nossas ações, até onde podemos ir ao vivermos em sociedade.

O que aprendemos

Aprendemos então, que não devemos obedecer a todos os nossos impulsos e passamos a nos controlar com ênfase no certo e errado, proibido e permitido. Nem sempre essa aprendizagem é conseguida com sucesso por todos, há os que transgridam regras, limites próprios e dos outros. As punições também não são sempre justas ou lógicas, só sabemos que elas podem acontecer.
Passamos, contudo, a nos punir quando notamos que erramos aqui ou acolá, geralmente com o acompanhamento de um sentimento bastante conhecido, que é a culpa. 

A culpa

Além de conhecida, a culpa é bastante desconfortável e esse desconforto diz que fomos contra algo que acreditamos ser o certo e precisamos corrigir. O ideal seria ir dessa reflexão apenas para a próxima etapa que é aprender algo com esse erro, adquirir nova maneira de agir e isso passar, mas nem sempre é assim. Algumas pessoas fazem uso dessa punição consigo mesmas de maneira desproporcional ao ato considerado errado. Não se perdoam por equívocos cometidos, muitas vezes sem a intenção de errar, como se fossem os piores seres do mundo e indignos de compaixão. 
Criações rígidas ou baseadas em chantagens emocionais, em que a culpa é o sentimento motriz para ter atitudes melhores, são normalmente, as desencadeadoras das autopunições exacerbadas. 

Leia também - Hábitos destrutivos

E mais...

A culpa também pode ser utilizada como um meio de conseguir impor limites às crianças É uma herança das gerações passadas esse modo de educar e ainda é muito usado, principalmente diante da dificuldade em estabelecer limites. 
Puxa, então a culpa é dos meus pais? Não é o caso de culpar ninguém, afinal, a funcionalidade da culpa é reconhecer o que não foi adequado e fazer diferente, certo? Vamos começar por aí, entendendo que fomos criados por seres humanos passíveis de erros, porque as duras críticas que fizermos a quem nos educou, faremos conosco e a rigidez só perpetuará. 

Dura consigo mesma? 

Não nota tanta autopunição, mas percebe que sempre sente culpa por tudo? Aceite sua condição de ser humano, com limitações, que tenta acertar, mas erra, que nem sempre consegue pensar em tudo antes de agir e que precisa mais de amorosidade consigo mesmo do que duras críticas, muitas delas, sem perdão. Deveria ter feito isso ou teria que ter feito aquilo? Se tivesse conseguido, teria feito não? Então, seja mais brando com você mesmo.

Leia também - Os problemas da vida
 
Resumindo

Aceitação e amorosidade consigo mesmo é o caminho para maior leveza interna e diminuição da autopunição. Consegue amar alguém mesmo com os erros que ele (a) comete com você? Ainda assim, é carinhoso (a), amoroso (a) e compreensivo (a) com ele (a)? Então use essa capacidade de fazer isso com o (a) outro (a) e faça com você também!

Em: Questões 



    
   
   
 
  
   
  
   
   
  
   
      
  
   
   
  
   
    

Sobre Mim


Rui F. Sei que ter ansiedade atrasa todo o processo da vida e pelo que dedico muitas horas para levar até si tudo o que possa ajudar a compreender esta doença. Foi uma forma que encontrei para tornar útil a minha ansiedade.
  

Outros Projetos Pessoais

Práticas Alternativas


Informação e ajuda à ansiedade, depressão e ataques de pânico
Information and help with anxiety, depression and panic Attacks
Información y ayuda con ataques de ansiedad, depresión y pánico
L'information et aider avec des d'anxiété, dépression et la panique

Vladman.net © 2010-2017

vladman.net